Com aprofundamento da crise econômica que já se arrasta há anos no país, os níveis de inadimplência vêm crescendo de forma assustadora. Empresários de todos os setores têm do que reclamar.

Para ficarmos apenas com alguns números, ao final de 2018, segundo dados do SPC Brasil, 61,8 milhões de brasileiros estavam com o nome negativado junto aos órgãos de proteção de crédito. Nunca tivemos tantos devedores.

Nesse cenário, restam as empresas tentar reaver pelo menos parte desses recursos de alguma forma. E para isso, não se pode abrir mão de uma boa estratégia de recuperação de ativos e de outras saídas, como a antecipação de recebíveis.

No post de hoje, traremos tudo que você precisa saber para contornar os efeitos nefastos da inadimplência. Não deixe de conferir!

Faça uma boa gestão de seu cadastro de inadimplentes

O primeiro passo sempre é dimensionar o problema. Por isso, é muito importante que você organize o financeiro de sua empresa para acompanhar de perto todos os pagamentos pendentes e, assim, estruturar um cadastro de inadimplentes.

Esse cadastro deve ser segmentado a partir da propensão para a recuperação do devedor. Isto é, devemos ter grupos de devedores com níveis de criticidade. Sabe-se, por exemplo, que pendências em aberto por poucas semanas tem maiores chances de sem liquidadas.

Outros fatores também podem ser levados em consideração para se estabelecer esse tipo de classificação, como o histórico do cliente. Por vezes, um atraso pode ser uma situação completamente atípica para determinada empresa ou pessoa física e isso deve ser levado em consideração.

Estruture um setor de cobrança

Depois de produzir um cadastro de inadimplentes e segmenta-lo por níveis de criticidade, já podemos falar em estruturar um setor de cobrança. Muitas empresas desconsideram a importância disso, fazendo dessa atribuição algo secundário. Geralmente, um funcionário do financeiro com algum tempo livre fica encarregado de proceder com as cobranças, o que está longe de ser o ideal.

Nesse sentido, é preciso ter em vista a necessidade de se acompanhar de perto as tratativas com os devedores e estabelecer estratégias assertivas de cobrança. Não será uma ligação fria a cada 15 dias que fará com que você consiga reverter o quadro de inadimplência em sua empresa.

É preciso pensar em primeiro plano nas condições que podem ser oferecidas para cada grupo de devedor, sendo que eventuais facilidades oferecidas devem ser apresentadas em diferentes ocasiões. Por exemplo, se em um primeiro contato um prazo estendido não foi suficiente para se fechar um acordo, em um segundo contato pode-se oferecer um desconto sobre o valor total do débito e assim sucessivamente, até que se esgotem suas possibilidades de concessões.

Aposte na terceirização

Como você pode visualizar nos tópicos anteriores, todo o trabalho de recuperação de devedores demanda grande organização e uma equipe bem treinada para proceder com as cobranças e acompanha-las.

Para micro e pequenas empresas, que mantém um quadro de pessoal reduzido e baixa capacidade gerencial para capacitar seus colaboradores, manter um setor apenas para a cobrança pode ser inviável. Isso faz com que a terceirização da atividade de recuperação de devedores seja a melhor opção para organizações desse porte.

Com equipe especializada em negociações, uma empresa de recuperação de ativos tem muitas contribuições a dar para quem vem sofrendo com elevados índices de inadimplência. Além das cobranças convencionais, há a possibilidade de se proceder com cobranças extrajudiciais, o que aumenta consideravelmente as chances de se reaver o valor das dívidas em aberto.

E o melhor: muitas dessas empresas cobram apenas um percentual sobre os ativos recuperados, sem exigir nenhum investimento inicial para começar os trabalhos, o que tona essa solução acessível a todos.

Antecipação de recebíveis como solução

Para a realidade de micro e pequenas empresas a inadimplência pode ser ainda mais danosa em relação a organizações de maior porte. Afinal de contas, qualquer proporção de receitas faz falta no caixa de quem já sobrevive com pouco.

E até que o problema da inadimplência seja resolvido, você precisa levantar fundos para reorganizas as finanças em sua empresa. Uma solução, neste caso, seria contratar crédito. No entanto, com restrições cada vez mais pesadas impostas por bancos e demais instituições financeiras, fica difícil ter um perfil bom o bastante para acessar qualquer linha de financiamento.

Nesse cenário, a antecipação de recebíveis passa a ser a solução mais viável para empresas que precisam de um alívio em seu fluxo de caixa. Para quem não sabe ou não conhece, a antecipação consiste na entrega de suas notas ficais com vencimento futuro a uma empresa desse segmento, que pagará por elas a vista, mediante um desconto no valor total.

Com um cadastro extremamente simplificado, o perfil de sua empresa é aprovado em poucos dias, sendo que a compensação da antecipação acontece em até 24h. Tudo muito simples, não é mesmo?

Para saber mais sobre a antecipação de recebíveis, aqui te explicamos como funciona. Contando com os nossos serviços, fica muito simples antecipar e acessar os recursos que você tanto precisa! Leia mais

Os sistemas de gestão representam um ganho e tanto para o bom andamento das rotinas administrativas de pequenas e médias empresas. Para quem não conhece, esse tipo de ferramenta conta com inúmeros recursos, que vão desde módulos de gestão financeira, passando pelo armazenamento de documentos em nuvem e vão até ambientes de gerenciamento de tarefas.

Para que você possa visualizar na prática todas essas vantagens, falaremos no post de hoje sobre cada um desses recursos e de como eles podem fazer toda a diferença no dia a dia de sua empresa. Não deixe de conferir!

Centralização da gestão de tarefas

Uma das grandes dificuldades de gestores de pequenos negócios reside na delegação de tarefas. Isso porque existe uma pretensão em dar conta das atividades mais estratégicas sem o auxílio de outros colaboradores, o que na maioria dos casos acaba comprometendo o resultado dos processos de trabalho.

Com um bom sistema de gestão, você poderá usufruir de um recurso que muito pode lhe ajudar a decentralizar algumas tarefas e, ao mesmo tempo, acompanhar de perto a execução delas. Esse tipo de ferramenta conta com um ambiente próprio para gerenciamento de tarefas, que normalmente permite dividir o trabalho em etapas, que ficam a cargo de perfis específicos (seja o seu próprio perfil ou de outros funcionários que também terão acesso ao sistema).

Por esse tipo de organização, portanto, você pode acompanhar quem está fazendo, qual tarefa está sendo executada e o prazo de entrega, o que lhe permite alcançar uma visão sistêmica sobre todas as atividades em andamento.

Armazenamento de documentos em nuvem

Imagine poder salvar de forma prática e segura toda documentação cadastral de fornecedores, registros escriturais e contábeis de sua empresa, além de poder acessar tudo isso de forma rápida e fácil?

Hoje já existem sistemas em nuvem gratuitos que oferecem essa possibilidade, mas o espaço disponibilizado nem sempre é o bastante para comportar grandes volumes de arquivos. Com um sistema de gestão online você não terá essa preocupação, pois a maioria dessas ferramentas permite que você contrate tanto espaço quanto for necessário.

Também não podemos deixar de destacar as vantagens de chegar a esse nível de organização de toda a documentação referente a várias interfaces de seu negócio. Na hora de tomar um empréstimo bancário, por exemplo, é preciso reunir vários tipos de relatórios e registros contábeis que comprovem a saúde financeira da empresa, além de outros tipos de documento que atestem a regularidade fiscal junto ao governo.

Imagine ter que correr atrás de toda essa papelada que está espalhada por diferentes locais, sejam físicos ou em meio digital? Em alguns casos, gestores de pequenos e médios negócios nem sabem onde encontrar tudo e acabam perdendo tempo em busca da emissão de segundas vias de relatórios, certificados e afins.

Módulo de gestão financeira

Todo mundo sabe que é indispensável acompanhar os resultados financeiros de sua empresa. No entanto, essa obrigação é negligenciada, muitas vezes, pela baixa capacidade gerencial de pequenos e médios negócio, que encontram dificuldades, até mesmo, para fazer seu fluxo de caixa.

Com um sistema de gestão, você poderá não só fazer seu fluxo de caixa de forma muito mais assertiva, como emitir relatórios variados, como de despesas a pagar, de lançamentos futuros, de pagamento de fornecedores, entre muitos outros. Também é possível acompanhar indicadores de qualidade do gasto em sua empresa, que são uma espécie de termômetro de como andam suas finanças

E aí, o que você achou do post de hoje? Deixe sua opinião nos comentários e conte para gente qual o seu interesse em contar com um sistema de gestão online!