Se o seu negócio busca melhores soluções para alguns dos serviços executados pelos bancos, você precisa conhecer os serviços das Fintechs. No post de hoje, vamos explicar como essas startups atuam e quais são as principais vantagens e razões pelas quais você deve recorrer a elas. Confira!

O que é Fintech?

O nome pode soar estranho, mas é bem fácil entender o que são as Fintechs. O termo é uma junção de duas palavras em inglês: financial (financeiro) e technology (tecnologia).

Basicamente, ele passou a ser usado para descrever os serviços de gestão financeira e contabilidade oferecidos por algumas empresas que têm se destacado cada vez mais no mercado. Essas empresas usam da inovação e domínio das tecnologias digitais para facilitar e acelerar processos burocráticos e dispendiosos que costumam causar problemas às empresas.

A grande maioria das Fintechs são startups, pequenas empresas que estão no mercado há poucos anos e têm entre seus pontos fortes a inventividade e a inovação baseada na tecnologia.

Algumas dessas empresas oferecem serviços e produtos como cartões de crédito, empréstimos, investimentos e antecipação de recebíveis. O grande diferencial delas para os grandes bancos está no foco no serviço prestado por cada empresa. Normalmente, as Fintechs se especializam em um nicho específico desse mercado, enquanto os grandes bancos precisam oferecer todos os serviços. Desse modo, as Fintechs conseguem uma maior flexibilidade e agilidade ao lidar com esses produtos e serviços.

Principais razões de utilizar os serviços das Fintechs

Agora que você já sabe como atuam as Fintechs, vale conferir quais são as principais razões para utilizar seus serviços.

Desburocratização

Por operarem quase que exclusivamente por meio de plataformas digitais, muitos dos processos financeiros que envolvem esperar em filas, aguardar correspondência e entregar documentos é facilitada.

O processo que em um banco pode demorar semanas para serem encaminhado, as Fintechs podem resolver em questão de dias. Assim, muitas questões e processos podem ser realizados por um smartphone, economizando tempo e, consequentemente, dinheiro para o seu negócio. Na Fina Fácil, por exemplo, você pode abrir sua conta e se cadastrar totalmente via online, sem necessidade de análise de crédito.

Especialização

Como já apontado, outro grande diferencial que você deve considerar ao contratar uma Fintech é a especialização em um nicho específico do mercado financeiro. Diferentemente dos bancos, que precisam oferecer todos os tipos de serviço do mercado financeiro, as Fintechs costumam se especializar na prestação de um tipo específico desses serviços. Isso faz com que a qualidade das soluções ofertadas seja de muito melhor qualidade.

A Fina Fácil é especializada na antecipação de recebíveis, uma operação que, basicamente, consiste no repasse de títulos da empresa com vencimento futuro e na antecipação do valor a ser recebido, descontado uma pequena taxa.

Baixo custo

Você já ouviu falar no conceito de economia de plataformas? Trata-se, basicamente, da eliminação de intermediários ou de uma intermediação “mais leve” para provisão de qualquer tipo de serviço no que se refere a custos. Tal conceito pode ser muito bem visualizado quando pensamos nos atuais marketplaces ou aplicativos desenvolvidos para integrar tomadores e prestadores de serviço de forma mais ágil (vide Uber e iFood).

Para ficar com uma definição mais técnica, vejamos o que diz o professor Sérgio Covas a respeito:

uma plataforma que não tenha especificamente uma fronteira local ou regional dirige-se tendencialmente para uma ‘multidão extra-territorial’. Quanto maior for a multidão mais o custo marginal da plataforma se aproxima de zero. Esta é a chamada lei dos ‘rendimentos crescentes de escala’, uma lei que tende para a concentração e cujo desenlace final pode acabar na formação de um quase-monopólio.”

As Fintechs se inserem exatamente nesse contexto, uma vez que o crescente número de usuários desse tipo de solução possibilita uma queda brusca nos custos de operação das empresas. Consequentemente, o valor final dos produtos financeiros oferecidos também diminui. Em se tratando de soluções financeiras, essa é uma queda ainda mais sensível, dado que no Brasil temos um sistema bancário altamente concentrado em apenas 5 instituições, que por deterem uma fatia esmagadora do mercado se veem em condições de praticar preços abusivos.

Agora que você já entende como funcionam as Fintechs e as principais razões para utilizar esse tipo de serviço, veja como funciona a Fina Fácil e entenda como a antecipação de recebíveis pode ser a solução para o seu negócio.